Curtas e Máximas

MDB tira o pé…

 

Nos bastidores da política em Minas circula a notícia de que o MDB está hesitando em registrar sua chapa junto com a candidatura de Márcio Lacerda. Motivo: o imbróglio jurídico da candidatura do ex-prefeito pode arrastar a chapa de candidatos do MDB numa eventual impugnação. Faz sentido…

Marcio, “inabilidoso”, Lacerda

Antes, somente o deputado federal Júlio Delgado (PSB-MG) não se convencia da pré-candidatura ao governo de Minas do ex-prefeito da capital, Marcio Lacerda (PSB). Pelo menos, dos críticos, Delgado era quem se posicionava de forma aberta. A movimentação dessa semana, de uma possível aliança com o MDB de Minas alterou as coisas: agora, criticam Lacerda os três deputados estaduais do PSB, dirigentes estaduais da legenda e toda a chapa de pré-candidatos a deputado estadual e federal do partido.

Não é para menos.

A coligação com o MDB seria o fim da bancada do PSB, tanto na Assembleia Legislativa quanto no Câmara dos Deputados.

Com uma chapa de 5 deputados federais  e 13 deputados estaduais, ninguém que queira disputar eleições com intenção real de vitória concorre em uma chapa assim.

Não tendo chapa, só deputados, a coligação com o MDB, significaria o sacrifício das lideranças do PSB para garantir a eleição dos emedebistas.

De tropeço em tropeço, avaliam muitos, Lacerda caminha para repetir, em 2018, o desastre da sua sucessão em 2016.

 

O que não foi registrado da última reunião do PSB Minas?

Embora tenha se destacado nas notícias sobre a última reunião do PSB Minas a tensão entre os grupos do deputado federal Júlio Delgado, e o ex-prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, o olhar mais atento para a condução do debate feito pelo presidente estadual da legenda, João Marcos Grossi, registrou um banho de água fria da coordenação da campanha e da executiva da legenda sobre a expectativa dos pré-candidatos a deputado estadual e federal.

O presidente estadual da legenda fez um conjunto de contas sobre a repartição do fundo eleitoral, apresentando aos pré-candidatos a percepção de que não haverá dinheiro para se fazer campanha.

Lacerda, em sua intervenção, também destacou que não assumirá compromissos na ajuda com o financiamento das chapas de deputados federais e estaduais.

Com dificuldade de aglutinar outras legendas a sua candidatura, que sentido faz desestabilizar a chapa de deputados que levará o nome de Lacerda pelo estado?

É sincericídio ou inabilidade política?

Provocado várias vezes pelos participantes do evento para que, objetivamente, se manifestasse sobre sua candidatura ao governo do estado, rechaçando, assim, a possibilidade de compor como vice-presidente na chapa de Ciro Gomes (PDT), Lacerda desconversou com a falta de traquejo político que lhe é peculiar, adiou a definição para o dia 30, quando acontecerá reunião da executiva nacional, e manteve o clima de indefinição e incerteza sobre os rumos do PSB em Minas.

As tensões do último encontro, disseram boa parte dos presentes, remontam o caos e a inabilidade de Lacerda e seu grupo na sucessão municipal de 2016.

Odair Cunha comete deslize e supostamente chama professores de “idiotas”

Era para ser um vídeo em que o secretário de Estado Governo, Odair Cunha (PT) daria a posição do governo sobre a paralisação dos professores da rede estadual de Educação. Um “deslize”, entretanto, deixou a categoria enfurecida. Após a conclusão da sua fala, Odair Cunha dispara: “povo idiota”.

O vídeo passou a circular em grupos de whatsapp da categoria, a fim de contribuir para a mobilização dos servidores pela paralisação das atividades, acusando Odair de ter disparado a ofensa contra os professores e trabalhadores da rede estadual de Educação.

A fala até pode estar fora do seu contexto original, mas criou grande embaraço para o governo.

Presidente do PSB vai reforçar articulação para filiação e candidatura de Joaquim Barbosa à Presidência da República

Carlos Ciqueira, presidente nacional do PSB, reuniu-se na manhã desta segunda-feira (19) com a executiva estadual da legenda em Minas. Ele veio a Belo Horizonte avaliar o quadro eleitoral a partir do anúncio da candidatura do senador Antônio Anastasia (PSDB).

Reunido com os deputados estaduais Antônio Lerin e Roberto Andrade, os deputados federais George Hilton, Tenente Lúcio e Júlio Delgado, entre outras lideranças, conjecturou-se que com o quadro de profundo desgaste de tucanos e petistas, a entrada de Anastasia na disputa favorecerá o crescimento e avanço de uma terceira via nas eleições em Minas, hoje, incorporada pela candidatura de Márcio Lacerda.

Ainda no mesmo encontro, Siqueira comunicou aos presentes que nas próximas semanas concentrará esforços na filiação e candidatura de Joaquim Barbosa à Presidência da República pelo PSB.

Embaraço para Macaé?

A greve dos trabalhadores e trabalhadoras da rede estadual da Educação cria embaraços a candidatura da ex-secretária de estado de Educação, Macaé Evaristo.

Setores do Partido dos Trabalhadores diziam que Macaé seria uma das candidatas a deputada estadual mais bem votada do PT na próxima eleição.

Será que a greve vai alterar a perspectiva eleitoral da ex-secretária?

Siga-nos no Twitter

© 2018 PODER EM PAUTA